Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /home/ciencia20/public_html/libraries/cms/application/cms.php on line 471
 - Por que sentimos medo? Content
  • PT
  • ENG
©Stockvault/Human Closeups
Perguntas e Respostas
Publicado em 22/10/2012 por Ciência 2.0

O que é o medo? Quais os tipos de medo? Pode ter-se medo de alguma coisa, pode ter-se medo de fazer alguma coisa, pode ter-se medo de que alguma coisa aconteça, ou, simplesmente, ter medo.

O medo é uma das emoções mais estudadas, por ser uma emoção cognitivo-reativa, associada a mecanismos de sobrevivência. Trata-se de uma emoção básica, com determinadas características associadas, tais como a ansiedade, a apreensão, o nervosismo, o pavor, a preocupação e caracteriza-se pela ativação de um estado emocional aversivo que tem como objetivo motivar o indivíduo a enfrentar determinados estímulos ou situações ameaçadoras.

A investigação distingue medo de que alguma coisa aconteça e a experiência de uma situação de medo. Pode ter-se medo por uma situação real ameaçadora (medo reativo), ou sentir medo, simplesmente, por pensar (medo cognitivo), sem que esse momento tenha sido experimentado.

Medo, ansiedade e fobia

Embora no senso comum se possam confundir, o medo e a ansiedade distinguem-se exatamente pelo estímulo. Ou seja, na ansiedade, a resposta emocional de aversão é mais duradoura e menos relacionada com um estímulo identificado. Por outro lado, o medo é uma emoção associada ao perigo, que pode ser extremamente breve mas, também, pode durar um longo período de tempo. A intensidade do medo depende se a ameaça é imediata ou se está pendente.

Esta emoção é controlada por um circuito neuronal específico, que circunda a amígdala, a qual se encontra estrategicamente localizada para mediar os inputs e outputs emocionais. Para além deste circuito, o medo caracteriza-se por uma ativação do sistema nervoso autónomo e um conjunto de respostas neurofisiológicas associadas, acompanha-se da segregação de adrenalina, de alterações do ritmo cardíaco e de alterações metabólicas, como o aumento de insulina .

Existe um número de perturbações emocionais em que a emoção de medo é o denominador comum. As fobias são, provavelmente, o melhor exemplo. Caracterizam-se por um medo de situações ou de relações interpessoais, medo da morte, de doenças, de sangue, de animais, e de determinados sítios, espaços, etc. As fobias e outras perturbações de ansiedade são caracterizadas como alterações nas respostas de medo, quer inatas, quer condicionadas.

Glossário:

Amígdala - pequena estrutura em forma de amêndoa, fundamental nos circuitos emocionais, que se localiza dentro da região antero-inferior do lobo temporal cerebral.

 

Consultor Científico: Prof. Doutor Freitas-Magalhães, Diretor do Laboratório de Expressão Facial da Emoção (FEELab/Universidade Fernando Pessoa)


Foto:Stockvault/Human Closeups

 

Este artigo deu origem a uma pergunta no quiz de ciência LabQuiz, um divertido jogo desenvolvido pelo Ciência 2.0 para Android e iOS.
Disponível na Google Play:
https://play.google.com/store/apps/details?id=air.ciencia20.up.pt.quiz

Disponível no iTunes:

https://itunes.apple.com/WebObjects/MZStore.woa/wa/viewSoftware?id=937234713&mt=8

 

 

Também tens uma questão sobre ciência?

 

Envia-nos a tua pergunta! [aqui]

 

 

Respostas (4)

    com toda a humildade e com nocao da minha insignificancia humana , gostaria de expressar a delicadeza da nossa condicao tao efemera...acreditando que todos os orgaos desempenham funcoes diferentes mas equalitativas, nesta base a materia e regida pelo espirito. o Espirito rege a mente e somos a interiorizacao de tudo que vemos e dizemos . gostaria que me dessem a vossa opiniao . muito obrigado
    O que acontece quando sentimos medo????
    Baixar o Documentário - Ciência Do Medo - Dublado - http://mcaf.ee/f2cyd
    a sua resposta é muito inteligente concordo plenamente

Cancel or

Partilha


Comenta